Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Evitar a glorificação de um estilo de vida

por João Miguel Tavares, em 23.01.14

N'O Insurgente, Ricardo Campelo de Magalhães tem pelo menos o grande mérito de colocar numa frase a verdadeira objecção à questão da co-adopção:

 

É simplesmente evitar a glorificação de um estilo de vida que eu, de todo, não acho de acordo com a lei natural.

 

Aleluia, aleluia. Estamos-lhe em dívida pela coragem e pela clareza.

 

Aquilo que Ricardo Campelo de Magalhães terá mais dificuldade em demonstrar é de que forma essa frase coloca o interesse superior de uma criança à frente das convicções ideológicas de um adulto.

Autoria e outros dados (tags, etc)


6 comentários

Imagem de perfil

FP1980 a 24.01.2014

Miguel,

Estava a referir-me aos direitos dos casais homossexuais que são, há luz da actual legislação, privados do direito à adopção ou co-adopção...

Quanto aos direitos das crianças, os mesmos terão de ser acautelados pela Seg. Social ao longo do processo de adopção, partindo do pressuposto, fundamentado em diversos estudos científicos realizados desde os anos 70 no mundo inteiro, que o seu normal crescimento não é, de todo, condicionado pela orientação sexual dos pais.

Comentar post




Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Para ler o jornalista a falar da família



Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D



Favoritos