Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


O incomparável José Sócrates

por João Miguel Tavares, em 25.11.14

Hoje, no Público, escrevo sobre the one and only José Sócrates. Tudo aqui.

 

Sócrates.gif

 Foto de Paulo Carriço para a Agência Lusa

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


8 comentários

Sem imagem de perfil

De rui mateus a 03.12.2014 às 19:15

caro jmt

só quero cumprimentá-lo pela verticalidade e lucidez destes seus textos sobre o incomparável grande pantomineiro, o «grande líder amoral» de mais de 40 ladrões! e felicitá-lo pela coerência - ao contrário de muitos - entre o hoje e o escrito antes, muito antes. Persista, pois não está só, existimos mais «asnos» por aí.

abraço
rm
Sem imagem de perfil

De Ana Garcia Rosado a 27.11.2014 às 13:10

Aliás, o filme todo:
O detido Sócrates ficará em prisão preventiva entre 1 mês a 1 ano.

Findo esse tempo o processo é arquivado.

Uma onda de lamentos, começada ontem por Mário Soares trata de eleger o detido Sócrates rei dos coitadinhos e injustiçados começando desta maneira uma longa campanha de reabilitação.

Entretanto, para aproveitar bem o tempinho que passou na choldra, o detido Sócrates terá escrito um livrito, uma coisita assim piquinita, mas que será um grande instrumento ao serviço da campanha de reabilitação, uma vez que tudo quanto é portuguezito adora lições de vida e histórias de desgraçadinhos. O livrito contará a desgraça em que ficou a sua vidita e mimimi-mimimi.

O livrito chamar-se-á "Prisioneiro 44", "Recluso 44", só "44" ou qualquer coisa assim sonante.

Mas desta vez o detido Sócrates só tem de mandar comprar 5000 exemplares do dito cujo. Milhares de portugueses com merda caca de galinha onde deviam ter o cérebro encarregar-se-ão de fazer chegar a merda d o livrito ao número 1 do top da Fnac.

E daí a 5 ou 10 anos esses e outros portugueses com merda caca de galinha onde deviam ter o cerébro encarregar-se-ão de eleger Presidente da República o detido Sócrates.



Nota: esta série de frases não exprime os desejos da autora no que concerne ao resultado do processo do detido Sócrates, mas antes os seus temores.
Sem imagem de perfil

De Ana Garcia Rosado a 27.11.2014 às 13:07

Pois. A coisa ia toda muito bem mas temo que venha aí uma onda de "coitadismo", levanta por Mário Soares, e que isto acabe muito mal.
Sem imagem de perfil

De Miguel Esteves Cardoso a 26.11.2014 às 19:04

no fundo, estamos todos entre a obecção e a obceção.
Sem imagem de perfil

De Álamo a 26.11.2014 às 17:53

Não contesto uma única vírgula do bem elaborado texto. Mas na minha agnosticidade, não sou capaz de lhe encontrar a parcela de justiça que desejaria encontrar, compatível com o pensamento que há muito formei, sobre o carácter e concepção de mundo do autor. Haverá qualquer coisa que me escapa e que desejaria jamais derivasse de sentimentos menos nobres e justos, que penso estarão muito distantes de quem escreveu. Um momento mau talvez. Os que buscam a perfeição, também não estarão livres de tropeçar...

"Muitas das notícias que nos chegam, no seu afã de propaganda ideológica encapotada, contêm o erro fundamental de confundir a árvore com a floresta… sobretudo quando o objectivo é denegrir. Ou seja, a partir de um caso isolado, de preferência de contornos escabrosos, generaliza-se de forma a induzir o leitor a pensar que todo o conjunto é da mesma natureza. Tal generalização obviamente tem conotações ideológicas e obedece a uma agenda política que visa desconstruir a Sociedade Tradicional e todas as suas instituições seculares para impor uma Nova Ordem Mundial à feição dos sinistros interesses da Oligarquia Internacional, a mesma que manobra os mercados financeiros e através destes, controla em grande parte a Economia Planetária...".
(Artur Rosa Teixeira, http://port.pravda.ru/news/mundo/01-04-2010/29194-arvore_floresta-0/).

O eterno erro de "confundir a árvore com a floresta", de que apenas as mentes superiores e magnânimas se libertam...

... E o macaco do Planeta dos Homens, grita desesperado: "cadê os outros"?!...

... E a balança da Justiça é uma fraude... Vidé: http://ceuazuleaguamolhada.blogspot.pt/2014/11/a-justica-portuguesa.html

Um abraço

Primo/Álamo/Ílhavo
Sem imagem de perfil

De helena a 26.11.2014 às 14:01

Partilho da obecção, e acho uma vergonha esse senhor tem sido comentador na PRT1.... possivelmente, ainda lhe pagavam as viagens de avião..... depois de roubar tanto e ser tão ignobil
Sem imagem de perfil

De Tiago Morgado a 25.11.2014 às 10:31

Muito bem escrito.
Partilho da obceção e também me admirava de ninguém investigar o estilo de vida parisiense.
Sem imagem de perfil

De António Maria a 25.11.2014 às 10:27

Muito bem lembrado JMT.
Dos poucos jornalistas e comentadores que nunca foram contaminados pelo vírus e sempre o denunciou com custos pessoais.

Comentar post




Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Para ler o jornalista a falar da família



Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D




Favoritos